Papo Pix: Tudo que você queria saber sobre o Pix

Escrito por: Spin Pay

Papo Pix é a nova série produzida pela Spin Pay em parceria com a Talle, que começa agora e termina em dezembro, pós-chegada do PIX, o arranjo de Pagamentos Instantâneos do Banco Central.

Papo Pix, série sobre o Pix prodizida pela Spin Pay em parceria com a Talle

Enquanto aguardamos (ansiosamente) essa revolução que chega em novembro, decidimos fomentar o debate sobre o Pix com experts do mercado brasileiro para entender onde estamos e para onde vamos. Isto é, exploraremos as múltiplas perspectivas sobre o Pix, do viés de cada parcela da sociedade que será impactada com essa inovação.

Para isso, revisitaremos toda a história e evolução dos meios de pagamento, analisando o cenário atual e as lacunas que ainda não foram preenchidas, até chegarmos ao tão esperado Pagamento Instantâneo. O Pix e o Sistema de Pagamentos Instantâneos (SPI) serão totalmente destrinchados por insiders, pessoas que participaram do desenvolvimento da ideia como também as que serão diretamente impactadas por ela.

Quem está por trás dessa série?

Spin Pay é a primeira fintech a trazer soluções de Pagamentos Instantâneos ao varejo brasileiro. Temos antecipado a tendência desde o ano passado e estamos prontos para fazer a ponte entre seu negócio e o Pix. Nosso propósito é descomplicar o sistema financeiro, construindo novos caminhos para tornar os serviços mais seguros, rápidos e acessíveis à todos.

A Talle é uma empresa global de comunicação, especializada no mercado financeiro e de tecnologia. Para descomplicar este universo, a Talle esclarece fatos, transformando-os em sabedoria. E tem como propósito empoderar as pessoas com informação sobre as inovações mais disruptivas do momento.

Juntos contaremos essa história sobre o Pix. Gostou? Então fique ligado nessa co-criação multimídia da Spin Pay e Talle.

Cadastre-se na nossa Newsletter abaixo para receber o conteúdo do Papo Pix em primeira mão!

Mantenha-se ligado no nosso Papo!

Confira aqui todos os textos da série.

1 - Do Escambo ao Pix

Do escambo ao Pix

A humanidade levou milênios para chegar ao papel moeda, porém, nos últimos 70 anos, conseguimos dar um salto enorme, até chegarmos a uma forma de pagamento quase invisível, o Pagamento Instantâneo.

2 - 5 coisas sobre meios de pagamento e como o Pix vai mudar tudo

Como o Pix vai mudar os meios de pagamento

Por que demora tanto e custa tão caro para que um pagamento seja processado? Há um moroso e custoso, embora resiliente e poderoso, sistema de processamento por trás das transações de pagamento realizadas no Brasil.

3 - Pix, a iuris sentetia - uma visão jurídica sobre Pix

Pix, uma visão jurídica

Vamos entender o Pix através de um viés jurídico sem aquele complicado juridiquês? O Pix é mais um passo do governo brasileiro nesse rumo à inovação. Nas palavras de Bruno Balduccini, “o Brasil sempre foi muito arrojado e mais visionário do que outras jurisdições nas liquidações de obrigações… Isso aqui [o Pix] é uma evolução natural que o governo brasileiro adotou, com uma preocupação maior, de abaixar o custo transacional da transferência de dinheiro.”

4 - O que o Pix tem a ver com democratização?

Pix e Democratização

Por que meios de pagamento devem ser democratizados? O pagamento vai muito além de uma simples troca. Reflete vidas, hábitos de consumo, sonhos, expectativas, níveis de educação, valores (princípios e financeiros), entre outros fatores sociais que compõem uma sociedade.

5 - Conceitos que vão entrar na sua vida após o Pix

Pix Termos Tecnicos

Imagine um Brasil em que pagamentos são digitais, instantâneos, baratos, democráticos, simples, inclusivos, universais, abertos… Esse Brasil está quase aí, graças a chegada do Pix, que está cada vez mais próxima. Neste episódio, convidamos o CEO da Matera, Carlos Netto, também conhecido como TK, para explicar os termos técnicos por trás do Sistema de Pagamentos Instantâneos (SPI). TK, além de dar exemplos divertidos e altamente ilustrativos, também é uma das mentes brilhantes por trás da construção do Pix.

6 - Como o Pix vai alavancar o varejo

Pix e Varejo

Elencamos stakeholders das maiores empresas do Brasil para entender a perspectiva deles sobre o impacto do Pix no varejo. Neste episódio, contamos com Vitor Hugo Pereira Jr, gerente financeiro da GOL, Rafael Siqueira, diretor financeiro da Cobasi, Marcello Miranda, diretor executivo da PEFISA e Samuel Gonsales, diretor de relacionamento do Ecommerce Brasil.

7 - Pix, o propulsor da disrupção social

Pix, o propulsor da disrupção social

O Pix combina tecnologia com inclusão para gerar uma disrupção social. Neste episódio de Papo Pix convidamos Juan Fuentes, ex- diretor geral do PagSeguro e atualmente conselheiro de empresas, para tratar da complexidade do nosso país e explicar como o Pix vai ajudar a equilibrar a disparidade socioeconômica.

8 - Pagamentos instantâneos ao redor do mundo

Pagamentos instantâneos ao redor do mundo

O pagamento instantâneo não é uma jabuticaba brasileira. Para implantar o Pix aqui no Brasil, o Banco Central (BC) seguiu uma tendência global. Neste episódio de Papo Pix, convidamos as experts Lais Carnival da Ingenico e Giovana Nahas da Oliver Wyman para analisar como pagamentos instantâneos têm reverberado mundo afora, contar um pouco sobre os cases internacionais mais interessantes e prever o impacto do Pix em território nacional.

9 - Impactos do Pix em bancos de atacado

Pix e Bancos de Atacado

Às vésperas do lançamento do Pix, muito se fala de seus impactos no varejo e nas transações entre pessoas; de fato, serão inúmeros. Mas, você já parou para pensar no outro lado da moeda? Isto é, as implicações do Pix para as instituições financeiras que atendem o mundo do atacado. Pelo visto, o pagamento instantâneo vem para agradar a todos...

Neste capítulo de Papo Pix, batemos um papo proveitoso com dois mestres: Marco Mastroeni, Vice Presidente do Banco ABC do Brasil e Valter Pinheiro, Superintendente de Produtos de Digital Cash e Meios de Pagamento do Itaú BBA, no qual eles compartilharam suas expectativas e destrincharam os efeitos do Pix no segmento de bancos de atacado.

10 - Como instituições financeiras e de pagamento enxergam o Pix?

Pix e Instituições Financeiras

Há um mês do lançamento do Pix, instituições financeiras e de pagamentos espalhadas pelo Brasil estão em ebulição. Com ingredientes diferentes, cada player se prepara, seguindo a mesma receita (regulação) do Banco Central (BC), para criar seus pratos (ofertas de Pix).

Para este episódio de Papo Pix, convidamos representantes de diferentes tipos de instituição: um banco tradicional, um banco digital e uma instituição de pagamento. São eles, respectivamente: Gustavo Milaré, gerente executivo da Diretoria de Meios de Pagamento do Banco do Brasil, Guilherme Rovai, responsável pelos times de Design de Produto e Pesquisa da Neon e Rodrigo Furiato, diretor responsável pela wallet do Mercado Pago. Essas diversas perspectivas apontam para a mesma direção: o Pix chega para revolucionar a experiência do cliente final.

11 - A ponte entre o varejo e o Pix

A Ponte entre o Varejo e o Pix

Visionária, vanguardista, inconformada, revolucionária; essas são apenas algumas características inerentes à Spin Pay. Como um furacão, a Spin chegou ao mercado para repaginar o sistema e propor ideias novas. Hoje vamos contar a história dessa empresa que concebeu o conceito de trazer o pagamento instantâneo ao varejo brasileiro, antes mesmo do Banco Central (BC) anunciar o Pix em fevereiro de 2020.

Para narrá-la, convidamos Alan Chusid, fundador e CEO da Spin Pay. Empreendedor há algum tempo, Alan foi co-fundador da Neon, Naked Nuts e Linus, antes de criar a Spin. Neste episódio de Papo Pix pedimos para ele compartilhar a sua jornada, desde os primórdios da Spin até agora, às vésperas do lançamento do Pix, bem como a sua visão do futuro com esse novo meio de pagamento.

Leia também: